https://www.viastral.com.br/materia/feliz-ano-novo

Feliz Ano Novo

O Sol ingressa em Áries


FELIZ ANO NOVO PRA VOCÊ!

É isso mesmo que você leu. O pessoal da astrologia é meio diferentão e pra eles o réveillon não ocorre no dia 31 de dezembro, mas sim quando o Sol entra no signo de Áries, o que ocorre na manhã de domingo, no dia 20, mais precisamente às 12h33. 

A entrada do Sol em Áries marca o ano novo astrológico e o equinócio de outono no hemisfério sul. Equinócio é uma palavra de origem latina formada pela união do vocábulo aequus, que quer dizer igual, com o vocábulo nox, que significa noite, ou seja, no equinócio, o dia e a noite têm a mesma duração.  

O mapa montado para o momento em que o Sol ingressa em Áries indica a potencialidade do ano. Em 2022, estaremos sob a influência do ascendente e, Gêmeos, a 26º deste signo, lembrando que o mapa foi feito para Brasília e que em São Paulo haveria uma diferença de 2º. 

Mapa

O ascendente em Gêmeos indica que as questões de comunicação estarão em destaque durante o período, o que é reforçado pela conjunção de Mercúrio, Júpiter e Netuno. Ocorre que todos estão em Peixes, signo regido por justamente por Netuno, que faz quadratura com o ascendente, regido por Mercúrio.

Essa configuração sugere que o ano será marcado pela crescente manipulação das informações e pelo uso cada vez mais eficaz da imprensa e das mídias sociais como ferramenta política. Por isso, vamos ter que redobrar a atenção e o senso crítico para não confirmar a sinistra frase do ministro da propaganda de Hitler: “Uma mentira repetida mil vezes se torna uma verdade”   

O mapa é a representação gráfica do céu no momento do ingresso do Sol em Áries e indica a dinâmica do ano, mas os planetas continuam em movimento em suas órbitas e, cada um no seu ritmo, vão passando pelos signos, o que chamamos de trânsitos e fazendo contato entre si, o que chamamos de aspectos. Com base nesses indicadores, vamos fazer alguns comentários sobre as perspectivas do ano que se inicia.

Abril

Em abril, no dia 8, o destaque é para a conjunção entre Júpiter, considerado um planeta benéfico, e Netuno, planeta dos sonhos e da ilusão. É um encontro um tanto ambíguo, que indica mais empatia e solidariedade, mas também a possibilidade de novos surtos de covid ou o surgimento de alguma outra doença transmissível.

No fim do mês, no dia 29, Plutão entra em movimento retrógrado, só retomando o movimento direto em 9 de outubro. Serão quase seis meses durante os quais teremos que aprender a trabalhar melhor nosso poder pessoal e também a fazer bom uso de nossa capacidade de superação

Maio

Em maio, temos dois aspectos importantes ocorrendo simultaneamente. No dia 10, Mercúrio fica retrógrado em Gêmeos, signo do qual é regente, marcando um período que vai até 2 de junho durante o qual temos que prestar mais atenção na nossa comunicação, na rotina, tarefas cotidianas, etc.

No mesmo dia 10, Júpiter ingressa em Áries e faz conjunção com Marte, regente deste signo, ativando o espírito competitivo e acirrando um pouco os ânimos, o que não deixa de ser preocupante se considerarmos que Júpiter está associado à expansão, que Áries é o senhor da guerra e que estamos assistindo um conflito que tem deixado o planeta em suspense.

Junho

No comecinho de junho, no dia 4, Saturno entra em movimento retrógrado, só retomando o movimento direto em 22 de outubro, quase cinco meses durante os quais teremos um trabalho a fazer: reavaliar nossas metas de longo prazo, rever padrões de comportamento, analisar com realismo nossos erros e acertos, na vida profissional e em outras áreas que precisam ser encaradas com seriedade.

Já no final de junho, mais exatamente no dia 28, é a vez de Netuno começar seu ciclo de movimento retrógrado, que se estende até o começo de dezembro. Até lá, podemos ficar mais confusos e ter dificuldade para avaliar as coisas com clareza nas áreas ativadas pela retrogradação. Assim, situações nebulosas e assuntos ainda não esclarecidos podem entrar em pauta.

Por outro lado, podemos ter o que se poderia chamar de lampejos, que talvez nos permitam perceber que antes estávamos vivendo uma ilusão. Com Netuno retrógrado, as ilusões são desfeitas, como se os filtros e efeitos de foto shop da vida tivessem sido desativados. O que não for verdadeiro é posto em xeque pelo confronto com a realidade objetiva. Isso ocorre porque estamos mais sensíveis.

Julho

De 28 de julho a 23 de novembro, Júpiter estará em movimento retrógrado, um período de quase 4 meses durante os quais poderemos reavaliar nossas convicções e fazer uma análise crítica daquilo em que acreditamos, para rever crenças e conceitos. Período bom também para identificar e cortar excessos de toda ordem.

Agosto

Em agosto, é Urano que entra em movimento retrógrado, aliás, fazendo companhia a Júpiter, Saturno, Netuno e Plutão. De 24 de agosto a 22 de janeiro, o planeta da ciência e dos imprevistos, estará transitando por Touro em movimento retrógrado, sugerindo possibilidade de mudanças imprevistas que talvez nos obriguem a fazer uma reavaliação das áreas que acreditávamos estar sob controle.

Não quer dizer que vamos perder o controle daquela área de experiência, mas que Urano vai nos mostrar que não tínhamos o controle e que só nos resta fazer as mudanças necessárias, para nos livrar dos entraves que restringem nossa liberdade e nos prendem a situações opressoras. Claro que o processo pode ser desgastante, mesmo porque, geralmente, não é planejado e não é resultado de uma decisão consciente.

Setembro

No dia 9 de setembro, Mercúrio entra novamente em movimento retrógrado, algo relativamente comum, já que acontece de 3 a 4 vezes por ano e dura cerca de 3 semanas. Dessa vez, Mercúrio estará em Libra, indicando que devemos ter mais atenção nos relacionamentos de forma geral.

Outubro

Em outubro, a movimentação planetária ocorre no fim do mês. No dia 28, Júpiter ainda em movimento retrógrado retorna para Peixes, signo do qual é regente na astrologia clássica, trazendo mais empatia e sensibilidade, o que convenhamos, parece mesmo estar em falta no planeta. Netuno retoma o movimento direto no dia 2 de dezembro.

Já no dia 30 de outubro, é Marte que entra em movimento retrógrado, só retomando o movimento direto no dia 11 de janeiro de 2023. Durante esse período, podemos ficar irrequietos e ávidos por atividade, mais competitivos, mas também mais imediatistas e irritadiços.

Além disso, podemos ficar susceptíveis a problemas que dificultem ou mesmo impeçam nossa movimentação, como acidentes, febres, inflamações, etc. O que podemos fazer para evitar os efeitos colaterais do movimento retrógrado é um esforço consciente para tentar identificar as frustrações e contrariedades que podem ser o estopim para atitudes explosivas.

Dezembro

Fechando o ano com chave de ouro, Júpiter, já em movimento direto, ingressa definitivamente em Áries. Lembrando que o trânsito de Júpiter é de 12 anos e que o planeta já tinha entrado em Áries em 2010, mas, como também ficou retrógrado, entrou novamente neste signo no começo de 2011, quando tivemos o início da Guerra da Síria, que dura até hoje e já causou centenas de milhares de mortes e um número talvez ainda maior de refugiados.

Como a configuração astrológica e o cenário político mundial daquela época eram diferentes, nada nos impede de alimentar uma tênue esperança de que a humanidade vivencie esse trânsito numa frequência mais elevada e que sua manifestação não seja a violência estúpida que temos testemunhado.

Feliz 2022!



O que achou do artigo?

Comente abaixo:



Matérias relacionadas

Busca

MAPA ASTRAL GRÁTIS



:

Mapa em horário de verão?

Não   Sim