Lewis Hamilton

Um Capricorniano Campeão


Lewis Carl Davidson Hamilton é o piloto mais vitorioso e bem-sucedido de todos os tempos. Antes de completar 35 anos, ele disputou 262 corridas de Fórmula 1, venceu 94, largou na pole position em 97, subiu ao pódio 162 vezes e é o piloto que detém o recorde de maior número de pontos numa temporada e na carreira.  Graças a esses números, foi Campeão Mundial 7 vezes, em 2008, 2014, 2015, 2017, 2018, 2019 e 2020, superando seus ídolos de infância, Airton Senna e Michael Schumacher.

Ele nasceu em Stevenage, Inglaterra, em 7 de janeiro de 1985 e sempre foi precoce e muito determinado, como bom capricorniano com Saturno no ascendente em contato harmônico com Júpiter. Quando tinha seis anos, ele ganhou um carrinho controlado por rádio e depois um cart do pai, que disse que apoiaria sua paixão por corridas se ele continuasse se dedicando aos estudos.

Em 1995, com dez anos de idade e com pouco menos de dois anos de experiência profissional, o garoto Lewis foi o mais jovem vencedor do campeonato britânico de kart. No mesmo ano, numa cerimônia do Autosport Awards, ele encontrou Ron Dennis, diretor da McLaren, e disse:

"Quero correr pra você um dia".

Tal demonstração de autoconfiança é evidenciada em seu mapa pela conjunção de Sol e Júpiter em Capricórnio, em contato harmônico com o ascendente.

Sua primeira temporada como piloto de Fórmula 1 em 2007 continua sendo uma das campanhas de estreante ​​mais notáveis da história do automobilismo. Ele quebrou vários recordes e quase ganhou o título, ficando apenas 1 ponto atrás do campeão, Kimi Räikkönen. Quando ganhou o primeiro título mundial em 2008, ele tinha apenas 23 anos.

Lewis Hamilton é muito competitivo, característica compatível com o ascendente em Escorpião em seu mapa, cujo regente clássico, que é Marte, está em oposição à casa profissional e em aspecto harmônico com Plutão, regente moderno do signo. Sua rivalidade com o espanhol Fernando Alonso era notória e, em alguns momentos, ultrapassou os limites das pistas de corrida.

"Nunca conheci alguém tão competitivo quanto eu, mas acho que o Alonso está muito próximo".

E o piloto não foge das polêmicas, Em certa ocasião, torcedores espanhóis chegaram a se manifestar contra Hamilton usando expressões de cunho racista, o que não chegou a ser surpresa. Afinal, era previsível que o primeiro piloto negro da história despertasse a ira despeitada de pessoas pouco evoluídas. Mas Hamilton nunca se intimidou e continuou se manifestando contra o racismo em atos e palavras.

Em 2019, no GP da Áustria, ele cobrou da Federação Internacional de Automobilismo e dos outros pilotos que se manifestassem. Numa cerimônia no grid de largada, todos usaram uma camiseta com a frase End Racism, mas alguns pilotos se recusaram a se ajoelhar, gesto que marcou os protestos antirracistas pela morte de George Floyd.

"Ninguém move um dedo sequer no meu esporte, que, claro, é dominado por brancos" ele escreveu em suas redes sociais.

O piloto, que já havia criticado líderes mundiais negacionistas e feito postagem supostamente antivacina, pela qual se desculpou,  testou positivo para Covid 19 no final de 2020 e se isolou para receber tratamento.

 

Hamilton não está imune a críticas e controvérsias, o que talvez possa ser atribuído a seu Mercúrio exilado e à oposição entre a Lua na casa 8 em Câncer e Sol na casa 2. Em abril de 2015, no Grande Prêmio da China, ele espirrou champanhe numa das jovens contratadas para recepcionar os pilotos, o que lhe rendeu criticas e acusações de grosseria e machismo. O piloto se defendeu atribuindo sua atitude ao entusiasmo da vitória:

"Eu nunca, nunca tive a intenção de desrespeitar ou tentar envergonhar alguém"

Algo semelhante ocorreu em outubro do mesmo ano, no Grande Prêmio da Rússia, quando ele teria se excedido na comemoração e molhado o presidente russo Vladmir Putin. Hamilton negou ter tido a intenção de molhar o presidente. Ele também já foi duramente criticado pela imprensa e por parlamentares britânicos por viver no exterior para não pagar os impostos cobrados no Reino Unido. 

O rapaz também é bonito, atraente e muito charmoso, o que é indicado em seu mapa por Vênus exaltado em Peixes, em conjunção com Marte, ambos em contato harmônico com Plutão. Este posicionamento e a conjunção de Netuno e Mercúrio indicam ainda sensibilidade e talento artístico latente, o que se confirma, já que ele ate toca um pouquinho de piano, como você pode ouvir clicando no link abaixo.

https://lewishamilton-assets.s3.amazonaws.com/videos/cda42d4841394cefb9545487f3ec341e.mp4

Lewis Hamilton nasceu numa família classe média e, graças ao seu talento, se tornou um piloto consagrado, famoso, bem sucedido e muuuuuito rico, o que é compatível com sua casa 2 em Sagitário, com Júpiter e Sol em conjunção e em contato harmônico com o ascendente e, como se não bastasse, Netuno nesta casa em trigono com o Meio do Céu. O piloto parou de beber e é vegano desde 2017. Não resta dúvida, Lewis Hamilton é mesmo um campeão.

Mais sobre Capricórnio e capricornianos, acesse:

https://www.viastral.com.br/materia/david-bowie-ilustre-capricorniano

https://www.viastral.com.br/materia/rita-lee-uma-ilustre-capricorniana

https://www.viastral.com.br/materia/ah-esses-capricornianos

 



O que achou do artigo?

Comente abaixo:



Matérias relacionadas

Busca

MAPA ASTRAL GRÁTIS



:

Mapa em horário de verão?

Não   Sim

Crie sua senha e cadastre-se: