Os astros e a política

Saturno e os perrengues


Nossa intenção com este texto é chamar atenção para a relação dos trânsitos planetários com os eventos políticos no Brasil, no caso, os trânsitos de Saturno pelo signo de Capricórnio, do qual é regente, principalmente quando em trígono com o Sol no mapa do Brasil e em conjunção ou oposição a Urano, planeta regente de Aquário, ascendente do mapa do país, lembrando que Saturno é o regente deste signo pela astrologia clássica.

É um indicador que se repete sistematicamente, sempre que há um fato relevante no cenário político. Para constatarmos tal relação, basta considerarmos a natureza dos planetas envolvidos e dos fatos em questão: golpes, tentativas de centralização do poder, restrição da liberdade, etc.  

24 de outubro de 1930 - Saturno em Capricórnio em conjunção com Urano/Netuno no mapa do Brasil - Golpe que impediu a posse de Júlio Prestes e deu início à era Vargas.

3 de outubro de 1960 – Saturno em Capricórnio, depois da conjunção com Urano, fazendo trígono com Sol e Saturno no mapa do Brasil - Eleição de Jânio Quadros, de viés conservador, que renunciou e deixou caminho livre para o golpe militar de 1964, consolidada com a deposição de seu vice, João Goulart.

17 de dezembro de 1989 - Saturno, depois da conjunção com Urano, fazendo trígono com Sol e Saturno no mapa do Brasil – Eleição de Fernando Collor, que confiscou todo o dinheiro em circulação assim que assumiu, algo inédito no mundo.

28 de outubro de 2018 - Saturno em Capricórnio em conjunção Urano/Netuno do Brasil – Eleição de Bolsonaro.  

Saturno representa as estruturas estabelecidas, os governantes, a disciplina, o princípio organizador e a experiência adquirida com o tempo. Simbolicamente, pode ser relacionado ao medo, às dificuldades, ao que é rígido, fixo e pesado. Também às frustrações, aos limites e às restrições.  Na astrologia clássica, é visto como agente de mazelas, tanto que é chamado de O Grande Maléfico.

Urano é um planeta associado ao que é diferente e fora do comum. Representa a necessidade de se libertar dos condicionamentos, romper os limites estabelecidos e preservar a individualidade e a independência. Simboliza o que nos impulsiona a promover as mudanças necessárias. Urano é a igualdade, a invenção, a ciência, a tecnologia, o futuro e a liberdade.

Além dos já citados, há outro trânsito significativo que envolve os mesmos planetas e que estava ativo quando ocorreu o golpe militar de 1964. Neste caso, Saturno estava em Peixes, em oposição a Urano no céu, também em trânsito.

Como há 2 horários possíveis para o Grito da Independência, Saturno pode estar na casa 1 do mapa do Brasil, caso seja considerado o mapa do horário das 16h08, opção que julgamos a mais provável.

Caso o horário considerado seja 16h55, Saturno estará cravado no ascendente, que também seria Peixes, mapa que comentamos em texto no site, que você pode ler acessando o link  https://www.viastral.com.br/materia/o-mapa-astral-do-brasil-e-seus-dois-possiveis-ascendentes

Há ainda alguns astrólogos que consideram um terceiro mapa, feito com base nos dados da assinatura do Decreto de Independência pela Princesa Leopoldina, no dia 2 de setembro de 1822, cujo regente seria Sagitário. Nesta hipótese, Saturno estaria na casa do povo.

Mas, seja qual for o ascendente considerado, seja ele regido ou não por Urano, o fato é que teremos Saturno em trânsito em oposição a Urano natal do Brasil. Então, cabe a pergunta:  A cada 29 anos mais ou menos, Saturno complica um pouco as coisas para os brasileiros?  

Saiba mais, acessando: https://www.viastral.com.br/materia/a-descoberta-dos-transaturninos-urano-netuno-e-plutao 



O que achou do artigo?

Comente abaixo:



Matérias relacionadas

Busca

MAPA ASTRAL GRÁTIS



:

Mapa em horário de verão?

Não   Sim

Cadastre-se