https://www.viastral.com.br/materia/previsoes-para-2021

Previsões para 2021

Considerações Astrológicas sobre o ano que se inicia


2020, que ano, hein? O mínimo que podemos dizer é que foi marcante, mas não vai deixar saudades. Agora, todos querem saber o que podemos esperar de 2021. Bem, não é preciso recorrer à astrologia para dizer que pra ser melhor do que 2020 não precisa muito, não é mesmo? Mas nem sempre se pode ser assertivo quando se trata de fazer previsões para um período específico.

Por exemplo, em 2018, num texto sobre Urano em Touro, falamos de uma possível crise financeira a partir daquele ano, o que está se confirmando, mas no final de 2019, quando falamos das dificuldades para o ano de 2020, não pudemos prever que isso se daria por causa de uma pandemia. Acertamos quando previmos um panorama mundial complicado, mas, pela nossa análise, a causa mais provável seria um grande terremoto, ou talvez a erupção de um vulcão.

Há incontáveis variáveis que devem ser consideradas em uma previsão e nem sempre é fácil fazer a combinação que levará à interpretação acertada. Aliás, poucos astrólogos foram precisos quanto a isso e só tivemos conhecimento de uma previsão específica de pandemia feita pelo astrólogo uruguaio Boris Christoff.

Mas não quer dizer que a astrologia não possa trazer informações relevantes e fornecer orientações úteis para que possamos nos preparar melhor para o ano que se inicia. Pelo contrário. Se observarmos com atenção os trânsitos mais importantes, podemos ter uma boa ideia da dinâmica do período, o que ajuda bastante.

Em 2021, destacam-se os trânsitos de Júpiter e Saturno em Aquário e de Urano (*) em Touro. Vamos fazer alguns comentários sobre os aspectos que estes planetas vão formar durante o ano entre si no céu, o que dá dicas sobre a dinâmica geral, mas vamos dar destaque aos contatos que Júpiter e Saturno e Urano vão fazer com os planetas no mapa do Brasil, considerando o mapa feito com base no Grito da Independência. 
Não vamos considerar as casas, o que impede que se faça relação com as possíveis áreas afetadas, já que há dois ascendentes possíveis, Aquário e Peixes, sem falar que há astrólogos que consideram o momento da assinatura da Declaração de Independência, o que daria ascendente em Sagitário, e outros ainda que consideram que o horário a ser utilizado deveria ser o do descobrimento citado na carta de Pero Vaz de Caminha.

Mapa do Brasil com ascendente Aquário

Começamos 2021 ainda sob a auspiciosa conjunção de Saturo e Júpiter, um contato pouco comum e que se dá em condições muito especiais, no caso, no signo de Aquário, associado à igualdade e ao sentimento de fraternidade. A conjunção só ficará ativa até o começo de fevereiro, mas espera-se que marque o início de um processo de transformação de valores, processo que pode desencadear uma série de mudanças estruturais ao longo dos próximos anos, mudanças sociais, econômicas e políticas.

Já Urano em trânsito faz oposição a Marte no mapa natal do Brasil, oposição que foi ativada no começo e no final de 2020 e que se desfaz no começo do ano. Em janeiro, ainda sentiremos os ânimos acirrados e os nervos à flor da pele, mas, felizmente, o aspecto só voltará a ser ativado daqui a 84 anos.

Reforçando tal disposição, também em janeiro, Marte no mapa do Brasil recebe quadratura de Júpiter e Saturno. Fica todo mundo querendo impor sua vontade e defendendo seus pontos de vista de forma muito determinada, pronto para a guerra à menor discordância. Como Marte está associado também à inflamação e Júpiter à expansão, não podemos pensar apenas na possibilidade de conflitos e mais agressividade, mas também em um crescimento do número de pessoas infectadas pelo vírus, o que parece já estar acontecendo. Então, muito cuidado e muita calma até lá e também depois.

Ainda em janeiro, Júpiter em trânsito forma uma quadratura com Urano, regente moderno de Aquário, que está em trânsito pelo signo de Touro. É uma indicação de grandes progressos científicos e tecnológicos e de avanços nas áreas dos direitos individuais. Por exemplo, as ações humanitárias e os movimentos sociais a nível global devem ganhar forçam mesmo porque a demanda deve crescer muito.

Por outro lado, como se trata de uma quadratura e como, simultaneamente, Júpiter faz quadratura com Saturno natal do Brasil, podemos ter o aumento da intransigência e uma oposição a esses movimentos e à implementação desses avanços, provavelmente por motivação política, mas é possível que questões religiosas tenham influência nesse processo. Felizmente, Júpiter é rápido e a quadratura se dissolve em fevereiro.

Mas aí entra em cena Saturno em trânsito, que faz quadratura com Saturno no mapa do Brasil praticamente o ano todo. É um claro chamado à maturidade. É provável que o país como instituição e seus dirigentes sejam fortemente pressionados a cumprir com seu dever e agir com mais retidão, com mais responsabilidade do que têm agido até agora, e que sejam mais cobrados pelo que fizeram ou deixaram de fazer até agora, o que, convenhamos, não seria nada mal. É possível também que, com base em experiências passadas, o país comece a usar sua faceta virginiana e aprenda a lição: fazer as coisas direito, como devem ser feitas, sem improvisação, para fazer uma vez só.

Além disso, Saturno em trânsito faz quadratura com Urano no céu até julho e depois novamente em dezembro. É uma indicação de que cada um vai ter de ser responsável por si mesmo, aceitando que é necessário mudar, n mas exercendo sua liberdade de forma consciente e estruturada.  
 

Trânsito Janeiro 2021

Já Urano em trânsito faz contato direto com Saturno natal do Brasil até junho e também em dezembro, uma conjunção, que deve dar uma balançada nas estruturas desgastadas, sejam na esfera do poder político ou no setor privado. É provável que ocorram mudanças visando a modernização dos processos, com introdução de novas tecnologias, novas formas de escolha, representatividade e organização social, novos parâmetros comportamentais, etc.

Além disso, Urano, planeta do novo e dos imprevistos, faz aspecto favorável com o Sol do Brasil de maio até o fim do ano, o que reforça as indicações da conjunção, mas que também é indicação de uma oportunidade do que se poderia chamar de um novo despertar de consciência, que pode levar à retomada dos ideais da nação e a um processo de revitalização geral.

Teremos vários outros trânsitos e aspectos significativos, sem falar nos períodos de movimento retrógrado dos planetas, mas podemos arriscar algumas considerações com base nos trânsitos já citados. A crise econômica não está terminando, pelo contrário, deve se acentuar, já que Urano continua em Touro até 2025. A mudança continuará nas relações de trabalho e na forma como as pessoas fazem contato e se relacionam. Se por um lado haverá quebra de padrões e maior independência, por outro, o distanciamento será incorporado. O acesso remoto e as reuniões e compras on-line só tendem a crescer. Haverá turbulência social e política, principalmente no Brasil, com grande tensão entre o poder estabelecido e os movimentos de reivindicação de mudanças e melhorias, talvez até com mudanças institucionais. Seja como for, questões jurídicas, diplomáticas e religiosas tambpem devem estar em evidência durante o ano e influenciar no panorama geral, para o bem ou para o mal.

Mas a pergunta que todos devem estar fazendo continua sem resposta.

“2021 será melhor do que 2020?”

Como explicamos, é temerário fazer previsões deterministas. O que podemos dizer é que, como 2020, será um ano um tanto conturbado e que só não poderemos reclamar de monotonia, já que serão 12 meses ainda difíceis, que exigirão muita energia de todos nós. Mas 2021 nos permite vislumbrar dias melhores num futuro não muito distante, o que antes não parecia possível. Já é alguma coisa, não é mesmo?

(*) Júpiter é associado ao crescimento, à expansão, a tudo que cruza fronteiras, logo, ao exterior e aos outros países. É considerado benéfico e associado à bem-aventurança. De forma geral, Júpiter amplifica os atributos dos planetas com os quais faz contato, o que pode causar problemas em determinadas circunstâncias, podendo levar a situações-limite.

Saturno é associado ao que é rígido, fixo e pesado. Representa as estruturas estabelecidas, os governantes, a disciplina, o princípio organizador e a experiência adquirida com o tempo. Simbolicamente, pode ser relacionado ao medo e aos limites. Na astrologia clássica, é visto como agente de mazelas, tanto que é chamado de O Grande Maléfico.

Urano é associado ao que é diferente e fora do comum. Representa a necessidade de se libertar dos condicionamentos, romper os limites estabelecidos e preservar a individualidade e a independência. Simboliza o que nos impulsiona a promover as mudanças necessárias. Urano é a igualdade, a invenção, a ciência, a tecnologia, o futuro e a liberdade.



O que achou do artigo?

Comente abaixo:



Matérias relacionadas

Busca

MAPA ASTRAL GRÁTIS



:

Mapa em horário de verão?

Não   Sim

Crie sua senha e cadastre-se: