Mapa Astral | Viastral - Astrologia levada a sério

Mapa Astral Viastral

Você já sabe o seu signo. Faça seu Mapa Astral e descubra também seu ascendente, a lua e onde cada planeta estava no momento do seu nascimento.

Todos os campos são necessários.
Mapa Astral - Disponível na App Store
Nome
Sexo
Nascimento
   às  

Marque esta caixa, caso tenha nascido em horário de verão

Tabela de horário de verão (Apenas Brasil)

País
E-mail

Insira um endereço de e-mail válido: necessário para completar o registro.

Crie sua senha
máximo de 12 caracteres
Redigite a senha
Newsletter

Receber atualizações do Viastral por e-mail?
 Sim  Não
Não enviaremos SPAMs.
Você pode desativar esta funcionalidade mais tarde.

 

O que é mapa astral?

O mapa astral é a representação gráfica do céu no exato momento de seu nascimento. Para montar o mapa, são necessários alguns cálculos que são baseados na data, hora e local que você nasceu. Os dados têm de ser precisos porque alguns minutos podem alterar significativamente a configuração geral do mapa.

No mapa estão indicadas as posições dos astros dentro dos signos do Zodíaco, que é como um cinturão projetado em volta da Terra.

O mapa astral fornece indicações sobre suas potencialidades básicas, como traços de sua personalidade, habilidades naturais, tendências, etc.

Alguns dizem que o mapa astral é como uma impressão digital. Tal afirmação é apenas retórica, porque apesar de ser um fato raríssimo, outra pessoa pode ter o mapa natal igual ao seu. Basta que ela tenha nascido na mesma cidade e no mesmo horário.

Os Signos são divisões fixas no céu que representam conceitos, ou arquétipos, se nos apropriarmos do termo criado por Carl G. Jung. Quando você diz que é de um determinado signo, está dizendo que o Sol estava neste signo quando você nasceu, e que, portanto, vai manifestar as características que lhe são inerentes.

As Casas Astrológicas

As Casas Astrológicas são divisões variáveis do mapa que representam nossas áreas de experiência na vida. Tecnicamente, são linhas imaginárias que partem da Terra e cortam o céu em doze faixas. São 6 eixos que ligam casas opostas e complementares:

  • A casa 1 indica o Eu, a personalidade, o projeto de vida.
    A casa 7 indica o outro, o que é oposto e complementar, o parceiro e o inimigo.
  • A casa 2 indica as posses, o nosso dinheiro e também tudo o que precisamos para viver.
    A casa 8 indica nossas perdas, o dinheiro dos outros e nossas crises pessoais.
  • A casa 3 indica como funciona nosso intelecto e como nos comunicamos. Indica também os estudos iniciais, os irmãos, colegas e vizinhos.
    A casa 9 indica quais são nossas convicções filosóficas e religiosas, quais são nossos valores superiores, nosso contato com o exterior, etc.
  • A casa 4 está associada ao inconsciente pessoal e indica como é nossa família, nossa casa e como foi nosso passado, etc.
    A casa 10 indica qual é nossa imagem social, nossa missão no mundo, qual nossa vocação, etc.
  • A casa 5 indica como criamos, como nos divertimos em companhia dos amigos íntimos, como são nossos romances, nossos filhos, etc.
    A casa 11 indica como nos relacionamos com amigos e com grupos com interesses em comum.
  • A casa 6 indica como é nosso cotidiano, nosso trabalho e nossa saúde. É chamada de casa do “pequeno carma” e indica também doenças de curta duração.
    A casa 12 é associada ao inconsciente pessoal, à espiritualidade e a tudo que está oculto sob o véu das aparências. Como também é associada às doenças de longa duração, aos hospitais, prisões e locais de reclusão é chamada de casa do “grande carma”.

 

Os Planetas

Os Planetas são agentes que indicam características latentes, mas que como estão sempre em movimento, também ativam a dinâmica indicada pela configuração geral do mapa.  Por exemplo, Vênus simboliza a sua sensibilidade e capacidade de dar e receber afeto; Marte é a energia, a força para batalhar e conquistar. Quando Marte em movimento entra em contato com Vênus indica um período durante o qual você poderá se lançar em uma conquista amorosa. O exemplo é apenas ilustrativo e sempre se deve considerar todas as variáveis do mapa.

  • Os planetas indicam o que acontece.

  • As casas indicam onde acontece.

  • Os signos indicam como acontece.

 

Mas afinal, para que serve o estudo do seu mapa astral. Para saber o que vai lhe acontecer no futuro? Para saber se você vai perder o emprego ou ganhar na loteria?

Não é bem assim. O astrólogo pode detectar tendências e antecipar algumas possibilidades, mesmo porque a astrologia é baseada em ciclos que se repetem com algumas variações em intervalos mais ou menos regulares.

Mas como em qualquer outra disciplina, como a psicologia, a meteorologia ou a economia, as “previsões” devem ser feitas com parcimônia e responsabilidade. O astrólogo jamais deve afirmar com assertividade que algo vai acontecer ou deixar de acontecer na vida de um cliente.

Você talvez esteja se perguntando: “Então, para que serve fazer o mapa astral?”

Como o próprio nome indica, o mapa astral é uma ferramenta auxiliar que nos indica os atalhos, os becos sem saída e os melhores caminhos para chegarmos aonde queremos, mas que não determina quando nem como o faremos. Sempre temos uma escolha.

Conheça o seu, é grátis! 

Fechar

O Céu Agora

O céu agora para São Paulo
Mudar cidade

Camaleoa Comunicação