https://www.viastral.com.br/materia/nao-sou-vitima-de-racismo-sou-algoz-de-racistas

"Não sou vítima de racismo, sou algoz de racistas."

Vini Jr - Um canceriano vencedor, dentro e fora do campo

"Muitos pediram para que eu ignorasse, outros tantos disseram que minha luta era em vão e que eu deveria apenas jogar futebol. Que os outros racistas tenham medo, vergonha e se escondam nas sombras.“

“Não sou vítima de racismo, sou algoz de racistas.”

Vini Jr.  

Vinícius José Paixão de Oliveira Júnior, o Vini Jr., nasceu no dia 12 de julho de 2000, às 11h15, em São Gonçalo, Rio de Janeiro. O rapaz começou a carreira com 10 anos, no Flamengo, onde foi tratado como futuro craque. Precoce, se destacou nos times de base e aos 13 anos veio a primeira convocação para a Seleção sub-13. Em 2016, mesmo sendo um ano mais novo do que o limite permitido pela categoria, foi destaque no time do Flamengo que conquistou o Campeonato Brasileiro Sub-17.

Em 2017, entrou para história do futebol. Ele tinha ainda 16 anos quando foi vendido para o Real Madrid por 45 milhões de euros, mais de R$ 170 milhões em valores da época. Foi também o terceiro jogador mais jovem da história do Real Madrid a disputar uma partida da Liga dos Campeões.

Ele tem o Sol em Câncer e, embora não se tenha certeza absoluta sobre o horário em que o atleta nasceu, provavelmente o Ascendente em Libra, o que numa interpretação apressada poderia passar a imagem de alguém tímido e situacionista, sempre cordial, avesso ao conflito, o que não bem é o caso de Vini Jr, como é indicado pela conjunção de planetas que ele tem no Meio do Céu.  

Em seu mapa, Sol e Marte estão em Câncer, na casa da vocação e da projeção social, o que é compatível com seu espírito combativo, com suas emoções intensas e suas reações explosivas aos estímulos externos.

Além disso, é um posicionamento que confirma o chamado efeito Marte, que é a correlação entre o desempenho atlético e a posição do planeta Marte no mapa da pessoa, correlação constatada pelo psicólogo e pesquisador Michel Gauquelin numa extensa pesquisa, que tabulou milhares de mapas. Em seu livro L’Influence des Astres ele afirma que um número estatisticamente significativo de atletas campeões têm Marte na parte superior do mapa, assim como aparece no mapa de Vini Jr.

Tal tendência é reforçada pelo posicionamento de Mercúrio e Vênus em Câncer na casa 10, compatível também com o sucesso e a visibilidade profissional. Já o ascendente Libra e a Lua em Sagitário lhe conferem o astral de gente boa e o sorriso largo.

Já a combinação de Júpiter em Gêmeos e Urano em Aquário indica faceta inconformista e questionadora, além de apurado senso de justiça, o que explica sua postura firme e destemida diante dos ataques racistas que recebeu ao longo da carreira.

Diversas vezes, ele reagiu energicamente contra tais ataques, apontando seus agressores, provocando a paralização da partida e levantando o braço com o punjo fechado, gesto usado por Nelson Mandela e símbolo mundial contra o racismo. Uma dessas agressões gerou um processo e a primeira condenação na história do futebol espanhol, comemorada pelo jogador nas redes sociais.     

"Muitos pediram para que eu ignorasse, outros tantos disseram que minha luta era em vão e que eu deveria apenas jogar futebol. Que os outros racistas tenham medo, vergonha e se escondam nas sombras.“

No Brasil, onde manifestações racistas e homofóbicas são constantes, em reconhecimento à luta do jogador, foi sancionada em 2023 a Política Estadual Vini Jr. de Combate ao Racismo nos Estádios e Arenas Esportivas.

Em 2022, Vini Jr fez o gol que deu o título da Europa ao Real Madrid, repetindo a proeza em 2024, quando também foi eleito o melhor jogador do ano, o que lhe valeu a Bola de Ouro. O rapaz é um vencedor, no campo e fora dele.



O que achou do artigo?

Comente abaixo:



Matérias relacionadas

Busca

MAPA ASTRAL GRÁTIS



:

Mapa em horário de verão?

Não   Sim
function loadAceiteTermos(){ };