https://www.viastral.com.br/materia/quem-tem-medo-dos-planetas-retrogrados

Promoção: Amor em sintonia com os astros

Na compra da Sinastria do casal, ganhe o Mapa Astral de cada um.

Quem tem medo dos Planetas Retrógrados?

O que fazer durante a temporada de planetas retrógrados?

Planetas retrógrados simbolizam uma revalidação do assunto em questão, uma oportunidade de rever algumas coisas ou confirmação do destino embora alguns considerem apenas indicação de retrocesso.  

Quem tem medo dos Planetas Retrógrados?

Sabemos que os astros já foram considerados sinais da vontade divina. Então podemos imaginar o espanto dos nossos ancestrais ao constatar que um daqueles pontos luminosos no firmamento estava andando em sentido contrário, ou seja, estava se movimentando para trás, algo estranho e amedrontador, que só poderia estar anunciando acontecimentos igualmente inesperados e perturbadores.

Felizmente, hoje, a astrologia interpreta esses indicadores de uma forma menos negativa, embora recomende alguns cuidados. De fato, as pessoas que nasceram durante o período em que um planeta aparentemente andava para trás talvez tenham de se esforçar mais para explorar todo o potencial do planeta em questão, cujos atributos tendem a se manifestar apenas parcialmente.

Para entender como isso funciona, vamos imaginar o planeta como uma luz muito forte, que quando está a alguns metros de distância facilita a visão. Ocorre que quando está retrógrado, o planeta está astronomicamente no ponto mais próximo da Terra, como se a mesma luz estivesse na frente do seu rosto, dificultando a visão das coisas.

De qualquer forma, é preciso lembrar que o movimento retrógrado é apenas aparente, uma ilusão de ótica, provocada pela diferença de velocidade da Terra em relação à velocidade dos outros planetas. Como a Terra gira ao redor do Sol mais rapidamente do que os planetas externos e mais lentamente em relação aos planetas internos, em certos momentos, ela ultrapassa Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão, em outros, é ultrapassada por Vênus e Mercúrio. E é nesses momentos que os planetas parecem estar em movimento retrógrado.

https://www.ufmg.br/espacodoconhecimento/wp-content/uploads/2021/08/7-1.gif

Já no caso de planetas retrógrados em trânsito, temos de considerar em que signos e casas eles estão no mapa astral para saber em que áreas e de que forma poderão se manifestar. Como percorrem o mesmo caminho que já haviam percorrido, simbolizam uma revalidação do assunto em questão, uma oportunidade de rever algumas coisas ou confirmação do destino embora alguns considerem apenas indicação de retrocesso.  

Mercúrio é o planeta que rege o pensamento, o raciocínio, a lógica, o aprendizado, os contatos em geral e a comunicação em suas várias formas. A tendência quando está retrógrado é retardar o processo mental. A pessoa pensa de forma mais lenta e se comunica de forma mais contida e talvez menos eficiente, mas isso diminui a chance de uma decisão precipitada, o que seria totalmente desaconselhável nesse período. Seria recomendável o exercício de escrever para ordenar as ideias e facilitar as coisas. Para mais informações: acesse ...

Período retrógrado: aproximadamente 20 dias, cerca de 3 vezes por ano.

Vênus tem a ver com os afetos, então o período retrógrado é propício para se rever as bases dos relacionamentos e dos acordos tácitos, assim como os valores que damos às coisas e a forma de se ligar com o dinheiro. Por outro lado, não é um período propício fazer tratamentos estéticos, principalmente se invasivos, nem para tomar decisões definitivas, como marcar c casamento ou adquirir um bem imóvel, por exemplo.

Período Retrógrado: cerca de 45 dias, a cada 19 meses.

Marte é o planeta da força e do impulso vital. O período retrógrado pode ser favorável para rever a forma como manifestamos nossa vontade e tomamos decisões. Recomendável evitar atitudes precipitadas e se envolver em questões tensas ou demandas que possam provocar atritos. Enfim, o melhor é não exagerar na dose, evitar reações desproporcionais e força excessiva.

Período Retrógrado: de 60 a 80 dias, a cada 26 meses.

Júpiter rege as convicções pessoais, religiosas e filosóficas, o conhecimento superior que leva à sabedoria, o otimismo que leva à expansão dos horizontes, o idealismo e o senso de justiça, os contatos com o exterior, etc. Quando Júpiter fica retrógrado, a tendência é a pessoa passar a questionar seus valores e a se guiar por suas próprias leis e a buscar para encontrar suas próprias respostas.  

O período retrógrado é propício para analisar de forma crítica aquilo em que acreditamos, reavaliar conceitos e o que nos entusiasma. Em termos mais práticos, é preciso redobrar a atenção no caso de questões jurídicas, viagens longas e grandes projetos, principalmente se estiverem relacionados à cultura e aos esportes em geral.

Período retrógrado: cerca de 4 meses,

Saturno representa os limites, os obstáculos e os medos, as barreiras, mas também o tempo, o trabalho e todas as estruturas necessárias para desenvolver potenciais latentes. Quando está em movimento retrógrado indica oportunidade ou necessidade de rever julgamentos, hábitos arraigados, tradições ou sistemas consolidados. No plano pessoal, pode provocar sentimento de culpa, autocrítica, pessimismo, sentimento de opressão diante das responsabilidades assumidas, etc.

Período Retrógrado: cerca de 4 meses, uma vez por ano.

Urano é o planeta do inusitado e de tudo que é fora do comum, tanto que se diferencia dos outros astros por ter o eixo de rotação quase deitado em relação à sua órbita. Seu movimento retrógrado deve ser percebido mais claramente no plano coletivo, com a discussão e retomada de assuntos e projetos que estavam em suspenso, questões sobre direitos individuais, novas diretrizes econômicas, avanços tecnológicos e reveses de ações, mas poderá ser sentido por todos de uma forma ou outra, dependendo da casa em que está no mapa de cada um. É uma chance de rever mudanças inadequadas, ideais e relações com amigos e grupos, mas os efeitos colaterais no plano pessoal podem ser inquietude e avidez por mudanças.

Período Retrógrado: cerca de 5 meses, uma vez por ano.

Netuno é um planeta ligado ao imaterial, ao invisível, à capacidade de captar as vibrações mais sutis, à indistinção, aos sonhos e aos pesadelos, à ausência de limites, ao mergulho nas zonas nebulosas das incertezas e à dificuldade de lidar com a realidade objetiva.

Netuno também representa o amor universal, o sentimento de irmandade, a compaixão e a necessidade de compartilhar. Por isso, na política, indica os ideais mais ligados à esquerda, muitas vezes, considerados utópicos, como o de uma sociedade totalmente igualitária, sem divisões, regida apenas pela fraternidade e pela busca do bem comum.

Tanto no plano coletivo quanto no pessoal, pode trazer confusões, incertezas, desenganos e desilusões. O melhor que se pode fazer durante o período retrógrado é cultivar o que se poderia chamar de lucidez vigilante, um estado de alerta necessário para não se envolver evitar o autoengano, para não cometer erros ou ter prejuízos devido a informações incorretas e erros de julgamentos.

Período Retrógrado: cerca de 5 meses, uma vez por ano.

Plutão é um planeta geracional, relacionado às questões coletivas, associado às camadas mais profundas da psique e às transformações lentas, radicais e definitivas. É considerado o regente de Escorpião e associado à destruição necessária para que algo novo possa surgir, simbolizando o poder de transformação e de regeneração.

No plano coletivo, pode trazer à tona questões ocultas, provocando tensão social e exacerbando a luta entre os grupos que detêm o poder. Também há quem o associe a risco de grandes acidentes naturais. No plano pessoal, tudo vai depender de que casas e signos são ativados no mapa astral, mas o período retrógrado pode trazer necessidade de mergulhar em si mesmo e encarar os medos e os fantasmas escondidos no sótão.

Período Retrógrado: quase 6 meses, uma vez por ano.



O que achou do artigo?

Comente abaixo:



Matérias relacionadas

Busca

MAPA ASTRAL GRÁTIS



:

Mapa em horário de verão?

Não   Sim