Os benefícios da consulta astrológica

Técnicas e recursos


Observando o movimento dos astros e os acontecimentos aqui no planetinha, nós podemos perceber relações significativas que nos levam a considerar que no universo todas as coisas parecem ter correspondência umas com as outras, e todos os fatos parecem sincronizados por uma inteligência superior. Felizmente, tal ideia já é aceita pela ciência. No livro "O Universo Auto-Consciente", o físico Amit Goswami defende que o universo é inconsistente sem a existência de uma ordem superior.

Devemos também citar o princípio de Hermes Trimegistro: “Assim como é em cima, é embaixo, assim como é embaixo, é em cima”. Podemos pensar no universo como um grande fractal, no qual todas as partes são semelhantes ao todo. O fato é que continuamos tentando entender como funciona o mundo no qual vivemos, onde todos os fenômenos parecem sujeitos a uma ordem invisível, ordem ainda oculta sob os véus do limitado conhecimento humano.

Um dos objetivos do astrólogo é ajudar o cliente a se reconhecer como parte dessa ordem. É adotada uma abordagem focada na pessoa, identificando e interpretando junto com ela os conteúdos latentes indicados  pelo mapa, na tentativa de compreender melhor e, se necessário, mudar certos padrões de comportamento. E, através desse processo, tentar ajudar a pessoa a entender melhor suas potencialidades e seus conflitos, possibilitando que ela promova mais equilíbrio e bem-estar em sua vida.

Mas afinal, o que essas rochas cósmicas têm a ver com a nossa vida na Terra ?

 

O Mapa Natal

A interpretação do Mapa Natal se baseia na configuração astrológica do momento exato do nascimento da pessoa. Os signos, a posição das casas, os planetas e seus aspectos serão considerados numa análise que visa compreender melhor de que forma a pessoa está exercendo o livre-arbítrio na elaboração das energias que lhe são disponibilizadas pelo cosmos. É fundamental compreender que, mesmo não tendo consciência disso, todos temos responsabilidade pessoal sobre o uso dos fluxos energéticos, sejam eles favoráveis ou resistivos. O Mapa Natal fornece subsídios para que a pessoa possa se orientar por toda a vida.

 

Os Trânsitos e as Progressões

Todos os planetas transitam em velocidades diferentes dos outros, em suas órbitas em torno do sol. Assim, vão formando ângulos com outros planetas e também com os pontos orbitais, que estão marcados no mapa natal. À dinâmica dessa intrincada movimentação cósmica é dado o nome de Trânsitos. O objetivo da interpretação dos Trânsitos é identificar nos ciclos planetários os períodos mais favoráveis para determinado tema.

Sol 1 ano em cada signo
Lua + ou - 2 dias e meio em cada signo
Mercúrio + ou - 15 dias em cada signo
Vênus + ou - 24 dias em cada signo
Marte + ou - 2 meses em cada signo
Júpiter + ou menos 1 ano em cada signo
Saturno + ou - 2 anos e meio em cada signo
Urano + ou - 7 anos em cada signo
Netuno + ou - 13 anos em cada signo
Plutão Entre 11 a 30 anos em cada signo (irregular)

 

A Sinastria

É a interpretação da dinâmica entre os mapas das pessoas envolvidas. Indicada para análise de relacionamentos afetivos ou profissionais. O objetivo é identificar as áreas nas quais há concordância e interesses comuns, e aquelas que vão exigir mais empenho e atenção para que se promova uma solução mais harmônica e produtiva.

 

A Revolução Solar

É o estudo do mapa astrológico gerado pelo retorno do sol à exata posição em que estava no momento do nascimento da pessoa.

Por exemplo: uma pessoa que nasceu em São Paulo no dia 11 de agosto de 1958, às 10:25 da manhã, tem o sol a 18 graus de leão, com ascendente em escorpião. O sol voltará a 18 graus de leão todos os anos, porém em horários diferentes. Vejamos: em 1985, o sol estava a 18 graus de leão às 23:13 do dia 10 de agosto. Considerando que o ascendente é o signo que está no horizonte leste no horário do evento, teremos mapas diferentes a cada ano. O mapa gerado nesse momento, e que vale por um ano, é o objeto de estudo da Revolução Solar. Se o mapa gerado apresentar uma configuração pouco favorável, é conveniente que se faça uma correção. Como não podemos mudar o movimento dos astros, o que, aliás, confere mais confiabilidade à astrologia, só nos resta  mudar o local do evento, ou seja, a pessoa pode passar o aniversário num local previamente escolhido, gerando um mapa mais harmônico. Seguindo o exemplo: em 2006, caso essa mesma pessoa passe o aniversário em São Paulo, o sol estará novamente a 18 graus de leão às 00:53 da madrugada do dia 11 de agosto, e o mapa gerado será pouco favorável. Já se essa mesma pessoa passar o aniversário na cidade de Gaya na Índia, seu aniversário será às 09:53, seu ascendente para o ano que inicia será libra, e o mapa muito mais favorável. A Revolução Solar não isenta a pessoa de enfrentar os desafios que marcam a jornada evolutiva de todos os seres humanos, embora possibilite que os enfrente da melhor maneira possível em busca de uma vida mais harmônica e feliz. Por questões práticas, a Revolução Solar deve ser feita de preferência três meses antes do aniversário, sempre considerando as indicações do mapa natal e dos trânsitos do período, que estarão atuando simultaneamente. O objetivo é gerar um mapa que favoreça áreas de interesse previamente determinadas pelo cliente, sempre dependendo da configuração do céu no período e das limitações naturais (a maior parte da superfície do planeta está coberta de água ou gelo, além das guerras e outros impedimentos). 

Não trabalhamos com astrologia cármica porque, como argumenta com clareza o renomado astrólogo Stephen Arroyo, se a lei do carma existe, todas as abordagens da astrologia são cármicas, e o mapa de uma pessoa reflete a condição daquela encarnação específica, se a lei do carma não existe, uma abordagem cármica da astrologia é um equívoco. 

Descartamos o misticismo fácil tão comum em nossos dias e propomos uma abordagem abrangente sem, contudo, deixar de ser pragmática. Acreditamos que através da compreensão do conteúdo dos símbolos astrológicos, podemos viver a dinâmica interior mais harmonicamente.

Há muitas abordagens do fenômeno astrológico. Não nos interessam as divergências, mas sim as intersecções entre elas.



O que achou do artigo?

Comente abaixo:



Matérias relacionadas

Busca

MAPA ASTRAL GRÁTIS




:

Mapa em horário de verão?

Não   Sim



Cadastre-se